back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 26 de junho de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 22/06/2012 - 20:53:59

Cidades sustentáveis são tema de seminário

  • Mediador do debate, o vereador Paulo Salamuni diz ser necessário pensar sobre as relações entre cidade, natureza e qualidade de vida e sobre o papel que o poder público municipal exerce nessas relações.
  • Na opinião de José Paulo Tóffano, não é possível dizer que existem cidades sustentáveis. (Foto – Andressa Katriny)
  • O geólogo Renato Eugênio de Lima explicou que a maior parte dos desastres ambientais decorre da má ocupação do solo. (Foto – Andressa Katriny)
  • O diretor executivo da SPVS, Clóvis Ricardo Borges, defendeu a criação de mais Reservas Particulares do Patrimônio Natural Municipal (RPPNM) em Curitiba. (Foto – Andressa Katriny)
  • ''As cidades tornaram-se uma fábrica de problemas, pelo uso do espaço físico desigual e pela falta de gestão urbana'', definiu a jornalista Tereza Urban. (Foto – Andressa Katriny)
Ao mesmo tempo em que o mundo todo observa o Brasil, em razão da realização da Rio+20, Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Câmara Municipal de Curitiba sediou, na tarde desta sexta-feira (22), o seminário Cidades Sustentáveis e seus Desafios, promovido pela Fundação Verde Herbert Daniel (FVHD). O assunto foi abordado em palestras por quatro especialistas, o diretor da FVHD, José Paulo Tóffano, o geólogo Renato Eugênio de Lima, o diretor executivo da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS), Clóvis Ricardo Borges, e a jornalista Tereza Urban.
De acordo com o vereador Paulo Salamuni, líder do Partido Verde, que mediou os debates, com toda a atenção que a Rio +20 está gerando para as causas ambientais, e com a iminência das eleições municipais, é necessário pensar sobre as relações entre cidade, natureza e qualidade de vida e sobre o papel que o poder público exerce nessas relações.
Quem abriu os debates foi José Paulo Tóffano, que é ex-deputado federal pelo estado de São Paulo. Ao falar sobre o conceito de sustentabilidade, Tóffano deixou claro que, hoje, não existem cidades sustentáveis. “O que há, são localidades com algumas ações pontuais”. Para ele, as questões ambientais são amplas e atingem todas as áreas da vida humana, como saúde e segurança, por exemplo. O especialista defendeu medidas para melhorar a convivência em ambientes urbanos, como a criação de planos de arborização, permeabilização do solo, maior utilização de ciclovias e a prática da reciclagem, reutilização, além da redução do consumo.
Na sequência, o geólogo e professor da Universidade Federal do Paraná, Renato Eugênio de Lima, relatou suas experiências em desastres ambientais, a maior parte deles causados por má ocupação do solo. Lima, que integra a equipe de coordenação e avaliação de desastres da ONU, alertou para o que classifica de “ações urbanas insustentáveis”, como a ocupação desordenada de áreas e o desmatamento. “Os deslizamentos em áreas de encosta são fenômenos naturais, mas a atividade humana transforma essas ocorrências em tragédias”, esclareceu.
Por sua vez, o diretor executivo da SPVS, Clóvis Ricardo Borges, amparou sua exposição na ideia de que a conservação do patrimônio natural é uma condição para o desenvolvimento. Borges argumentou que, quanto menos áreas naturais existirem, menos qualidade de vida será percebida. Por isso, defende a criação de mais Reservas Particulares do Patrimônio Natural Municipal (RPPNM).
Apresentando um panorama entre a cidade ideal e a real, Teresa Urban apontou a existência de uma crise social e ambiental. Para a jornalista, as cidades tornaram-se uma fábrica de problemas, pelo uso do espaço físico desigual e pela falta de gestão urbana. “Não há dúvida de que temos muitas dificuldades. Em função disso, precisamos de políticas públicas eficientes, sobretudo na área da mobilidade e do meio ambiente”, finalizou.
Também participaram do evento os ex-deputados federais Gustavo Fruet e Dra. Clair.


 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Anexos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.