back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 21 de setembro de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 08/02/2013 - 16:22:58

Câmara de Curitiba reconheceu em lei importância do Carnaval

  • Oficializado por meio de lei, carnaval curitibano tem personagens históricos. (Foto – Luiz Cequinel/FCC)
  • As memórias de Maé da Cuíca e da Escola de Samba Colorado podem ser lidas na versão online do livro Colorado. (Foto – Divulgação)
Em 2012, a Câmara Municipal oficializou o Carnaval curitibano, que foi incorporado ao calendário de festividades da cidade mediante a lei 14.156 de 2012, publicada no Diário Oficial em 4 de dezembro do ano passado. A norma garante às Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos o reconhecimento do poder público, desde que estejam formalmente constituídos.

A iniciativa dessa proposição coube ao ex-vereador Jair Cézar, que justificou a medida como importante para a consolidação do evento na capital. “O projeto representa as principais reivindicações das Escolas de Samba e Blocos Carnavalescos e anseios por melhorias na qualidade do carnaval de Curitiba, que há muito tempo precisa ser revitalizado na organização de seu funcionamento”, argumentou o parlamentar, ao justificar o projeto.

Com a proximidade do carnaval, e dentro da orientação de resgatar aspectos importantes de Curitiba, destaca-se aqui a relevância de três personagens para a história dessa manifestação cultural. Eles são representantes desse carnaval que precisa ser “revitalizado”, como diz o vereador Jair Cézar. Dos primeiros carnavais populares ainda na rua XV no começo do século XX, passando pelos desfiles das escolas na Avenida Marechal Deodoro, a festa popular se consolidou, inclusive com a difusão dos bailes em clubes.

Personagens
Dentro de tal cenário, alguns nomes ganharam reconhecimento pelo trabalho em prol não só do carnaval curitibano, como também do carnaval brasileiro como um todo. A começar por Reinaldo de Carvalho, o Bola. Percussionista afamado, Bola se consagrou como “Rei Momo” do carnaval de Curitiba em 1983, numa iniciativa do então prefeito Maurício Fruet.

Seu carisma era tamanho, que em anos posteriores foi convidado a assumir a função carnavalesca no Rio de Janeiro. Falecido precocemente em 1997, Bola foi recentemente lembrado pelo jornalista Cláudio Ribeiro em texto publicado no site Brasil Cultura (link para o site no final do texto).

Maé da Cuíca foi outro nome de fundamental participação na história do carnaval local. Em 1946, ele fundou a escola de samba Colorado, a primeira de Curitiba. Localizada na Vila Tassy (Hoje Vila Oficinas), a escola Colorado reuniu muitos carnavalescos e abriu as portas para que outras agremiações também pudessem se organizar. Maé (Ismael Cordeiro) da Cuíca morreu aos 85 anos, em 22 de dezembro do ano passado. Suas memórias e as da Escola de Samba Colorado podem ser lidas na versão online do livro Colorado.

Por fim, destaca-se um nome cuja importância se deve à sua metódica pesquisa de arquivos sonoros. Leon Barg colecionou ao longo da vida dezenas de milhares de discos lançados nas primeiras décadas do século XX. Em certo ponto de sua vida, Barg percebeu que tais gravações não eram objeto de interesse das gravadoras, pois não possuíam apelo comercial. Resolveu então, às suas próprias custas, reunir e lançar no formato cd os discos que acumulou ao longo da vida. Nascia então a gravadora Revivendo, cujo mote era essencialmente a música brasileira antiga, em particular as carnavalescas.

A Revivendo relançou gravações esquecidas de artistas como Francisco Alves, Orlando Silva, Elizeth Cardoso e até nomes obscuros como Petra de Barros, entre outros. O grande destaque entre os lançamentos da gravadora cabe à série de Cds nos quais Barg reuniu todas as composições carnavalescas compreendidas entre os anos de 1930 e 1980. Trabalho de fôlego que, à época de seu lançamento, não chegou a ter o reconhecimento devido. Morou por mais de 50 anos em Curitiba, onde fundou e manteve seu empreendimento. Falecido em 2009, o pernambucano Barg serve de inspiração para os amantes da música brasileira, por meio de sua imensa disposição em preservar o patrimônio cultural brasileiro.

Por João Cândido Martins

Serviço: Mais informações sobre esses personagens do carnaval curitibano podem ser encontradas nos links abaixo:

Sobre o Rei Momo Bola
http://www.brasilcultura.com.br/cultura/saudade-do-rei-bola-um-pouco-de-historia-do-carnaval-de-curitiba/

Sobre Maé da Cuíca e a Escola de Samba Colorado
http://banquinhopublicacoes.com.br/livros/livro/colorado-a-primeira-escola-de-samba-de-curitiba/

Sobre Leon Barg e a Gravadora Revivendo
http://www.revivendomusicas.com.br/acervo.asp


 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:
  • Anexos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.