back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 22 de setembro de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 16/09/2014 - 14:50:05

Com emendas, Câmara aprova carreira da Guarda Municipal

  • Para o presidente da Comissão de Economia, a Casa aprovou uma proposta que condiz com a realidade administrativa e financeira da prefeitura (Foto – Andressa Katriny/CMC)
  • O líder da maioria disse que as mensagens que tratam da carreira dos servidores municipais estão sendo pensadas junto à categoria. (Foto – Andressa Katriny/CMC)
  • Vecchi afirmou que os guardas municipais continuarão atentos às propostas que tramitam na Casa, e pediu celeridade. (Foto – Andressa Katriny/CMC)
  • A votação foi acompanhada por dezenas de guardas municipais. (Foto – Andressa Katriny/CMC)
  • O novo plano de carreira da guarda recebeu a aprovação unânime do plenário: 33 votos favoráveis. (Foto – Andressa Katriny/CMC)
Com 33 votos favoráveis, os vereadores da Câmara de Curitiba foram unânimes na aprovação do projeto de lei que institui o novo plano de carreira da Guarda Municipal (GM). De autoria do Executivo, a iniciativa recebeu 16 emendas – também acatadas pelo plenário sem objeções. A votação, em primeiro turno, aconteceu na sessão desta terça-feira (16).

Segundo dados do Executivo, atualmente, Curitiba possui 1.489 guardas, sendo 1.353 homens e 136 mulheres. A proposta altera a nomenclatura do cargo (antes denominado segurança municipal) e institui o crescimento linear dentro da carreira, considerando como critérios: tempo de serviço, trajetória e especializações. Para o ingresso (via concurso público), a novidade em relação à lei municipal 13.769/2011 é a exigência de exame toxicológico.

O texto (005.00137.2014) determina que o cargo de guarda municipal seja estruturado em classe inicial, terceira classe, segunda classe e primeira classe. Também está estabelecida a mudança de tal área de atuação – para a de supervisor, e desta para inspetor – mediante procedimento específico, realizado pelo menos uma vez ao ano. Até 2016, o impacto financeiro será de R$ 13,5 milhões.

Emendas aprovadas

Das 17 emendas protocoladas, o plenário acatou 16 por unanimidade. As alterações aprovadas foram propostas pela Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização da Casa, em atendimento ao Executivo, que sintetizou as demandas da categoria. De acordo com o presidente do colegiado, Serginho do Posto (PSDB), parte das modificações visam garantir segurança jurídica aos profissionais.

A emenda aditiva 032.00037.2014, por exemplo, frisa que os servidores que optarem ao novo plano têm direito a portar arma, conforme o artigo 25 da norma 13.769. Já o texto modificativo 034.00049.2014 prevê que, para o avanço por titulação, a escolaridade complementar ao Ensino Médio precisa ter relação com a segurança municipal.

Outra proposição é a 035.00017.2014 (substitutiva), que estabelece que, em caso da não adesão ao novo plano, a carreira do servidor continuará sendo regida pela legislação anterior, com exceção das regras aplicáveis ao procedimento de mudança de área de atuação. A emenda modificativa 034.00038.2014 não chegou a ser votada, porque foi retirada pela autora, Carla Pimentel (PSC).  

As demais alterações aprovadas foram: supressiva – 033.00017.2014; aditivas – 032.00032.2014; 032.00033.2014; 032.00034.2014; 032.00035.2014; 032.00036.2014; e 032.00042.2014; modificativa – 034.00054.2014; e substitutivas – 035.00018.2014; 035.00019.2014; 035.00020.2014; 035.00021.2014; e 035.00022.2014.

Debate com a categoria

A elaboração do projeto e posterior debate nas comissões permanentes da Câmara Municipal pautaram a discussão em plenário, com destaque para a participação do Sindicato dos Servidores da Guarda Municipal de Curitiba (Sigmuc). Líder da maioria, Pedro Paulo (PT) lembrou aos pares que a administração municipal tem estudado as mensagens que tratam da carreira dos servidores junto ao funcionalismo.

“No caso da carreira da GM, a Câmara de Curitiba teve papel decisivo, foi mediadora. O plano é o resultado de um longo processo. A tramitação não foi automática. O papel foi de preservar e respeitar a instituição sindical. Cumprimento o Sigmuc pelo empenho, pela seriedade e pela compreensão neste momento”, frisou.

Em resposta, o presidente do sindicato, Luiz Vecchi, reiterou o esforço dos dirigentes para representar a categoria. “Procuramos corrigir as falhas do passado. A Guarda Municipal servia como trampolim para outras instituições públicas. O plano é histórico e valoriza, principalmente, o tempo de serviço pelo servidor. Aqueles que têm 25, 30 anos, serão reenquadrados por tempo de serviço”, comemorou.

Para Serginho do Posto, o Legislativo aprovou uma proposta que condiz com a realidade administrativa e financeira da prefeitura. “O funcionalismo público tem portas abertas na Câmara. Os servidores estão presentes no Palácio Rio Branco, estão mais próximos dos seus representantes. O funcionalismo público participa das discussões”, ressaltou Valdemir Soares, vice-líder do bloco PRB/PSL.

Projetos relacionados

Segundo Luiz Vecchi, a categoria continuará atenta à tramitação de outras propostas de lei que visam melhorar a atuação da GM, como a que isenta os servidores do pagamento da tarifa do transporte coletivo (005.00047.2014) e a que institui o Conselho Municipal de Segurança (substitutivo geral – 031.00064.2013). “Esse não vai ser o último projeto a ser votado por esta Casa. Temos projetos que estão parados e pedimos que sejam votados”.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Defesa da Cidadania e Segurança Pública, Cristiano Santos (PV) comprometeu-se a cobrar celeridade na tramitação das proposições. Também participaram da discussão os vereadores Julieta Reis (DEM), Helio Wirbiski (PPS), Tico Kuzma (PROS), Felipe Braga Côrtes (PSDB), Noemia Rocha (PMDB), Chico do Uberaba (PMN), Mauro Ignacio (PSB), Toninho da Farmácia (PP), Jairo Marcelino (PSD) e Professora Josete (PT).


 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.