back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 25 de junho de 2018
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 02/03/2018 - 12:18:07

Plenário analisa veto à isenção
de ISS a cartórios judiciais

  • Projeto que alterou pontos do ISS e teve veto parcial foi aprovado em plenário em 18 de dezembro do ano passado. (Foto: Chico Camargo/CMC)
A Câmara Municipal decide, na sessão desta segunda-feira (5), se mantém ou derruba o veto parcial da Prefeitura de Curitiba à lei complementar 107/2017. A norma altera itens do Código Tributário referentes à cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS). O prefeito retirou do texto um parágrafo que isentava cartórios judiciais da cobrança da alíquota de 4% do tributo, incluído na norma por meio de emenda assinada por diversos vereadores (032.00048.2017).

Na justificativa do veto parcial, o Executivo afirma que a atividade dos cartórios judiciais é passível de ser tributada pelo ISS, “devendo, inclusive, fazê-lo obrigatoriamente, até mesmo sob pena de improbidade, não cabendo desta forma qualquer alteração na legislação para excluir a atividade em questão da tributação”. Cartórios judiciais não são aqueles que geralmente são associados à expressão, que lidam com documentos “fora” de processos, como certidões e registros, mas as secretarias de fóruns, também chamadas de varas, que controlam o acesso a ações em discussão na Justiça.

Para ser rejeitado, o veto parcial precisa de pelo menos 20 votos “não” - ou seja, da maioria absoluta do plenário (metade mais um dos vereadores). Caso isso ocorra, o projeto será reenviado ao prefeito, que tem 48 horas para republicar a lei. Se não o fizer, o presidente da Câmara de Curitiba, Serginho do Posto (PSDB), deverá promulgá-la integralmente em até dois dias. Já se o veto for mantido, a norma permanece como está. A base legal para essa tramitação consta tanto na Lei Orgânica do Município (LOM) quanto no Regimento Interno do Legislativo.

Outras proposições
Dois projetos de lei fecham a ordem do dia desta segunda. Os parlamentares discutirão, em primeiro turno, a declaração de utilidade pública municipal à Associação de Pais, Mestres e Funcionários do Colégio Estadual Doracy Cezarino, instituição de ensino localizada no bairro Parolin (014.00053.2017, com a emenda 031.00001.2018). A proposição é de iniciativa de Oscalino do Povo (Pode).

Em segunda votação, o plenário analisará o projeto de lei que pretende instituir em todas as escolas municipais da cidade a Semana da Internet Segura (005.00312.2017). A iniciativa é de Osias Moraes (PRB) e foi debatida, na última quarta-feira (28), antes da posse dos vereadores mirins de Curitiba (leia mais).

Confira as ordens do dia de segunda, de terça (6) e de quarta-feira (7).


Texto:   Fernanda Foggiato
Revisão:   José Lazaro Jr.
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2018 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.