back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 24 de junho de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 28/11/2012 - 19:58:13

Câmara aprova novo Regimento Interno

  • Presidente da comissão especial que reformulou o Regimento Interno, Caíque Ferrante considerou a aprovação da lei uma vitória, já que há 22 anos o dispositivo não era totalmente revisto. (Foto – Andressa Katriny)
  • Para Paulo Salamuni, relator da comissão, o novo RI vai garantir maior participação dos parlamentares nos debates, pois a chamada passará a ser realizada após o grande expediente, e não mais após o encerramento da ordem do dia (votações). (Foto – Andressa Katriny)
  • As mudanças nas regras de escolha do corregedor da Casa foram comentadas pela subrelatora, Professora Josete. (Foto – Andressa Katriny)
  • Jairo Marcelino justificou a apresentação de sua emenda, pois acredita que a Casa deve zelar pela boa apresentação de seus integrantes. (Foto – Andressa Katriny)
  • Diversos vereadores participaram da discussão do projeto de resolução que moderniza o Regimento Interno da Câmara de Curitiba. (Foto – Andressa Katriny)
A Câmara Municipal de Curitiba aprovou, na sessão desta quarta-feira (28), em primeiro turno, o projeto de resolução que atualiza o Regimento Interno da Casa. A proposta, que em anexo estabelece o Código de Ética e Decoro Parlamentar, também revisado, é resultado de estudo efetuado por uma comissão criada especialmente para modernizar as normas internas da Casa e adequá-las à nova Lei Orgânica do Município (LOM), promulgada em dezembro do ano passado. Também foram apreciadas nove emendas ao texto original, sendo que apenas uma foi rejeitada.
De acordo com o vereador Caíque Ferrante (PRP), que presidiu os trabalhos da comissão, a revisão do regimento foi um desafio enfrentado por todos os vereadores e servidores do Legislativo, que a todo tempo colaboraram com sugestões para aprimorar o texto. Segundo ele, há 22 anos o documento recebia emendas e adaptações, mas nunca havia sido totalmente revisado. “Ao todo foram sete meses de trabalho e, neste período, todos os artigos foram avaliados e colocados em uma ordem lógica”, explicou.
Na opinião do parlamentar, o novo Regimento Interno da Câmara traz uma série de inovações, como a possibilidade da criação de blocos parlamentares, que devem garantir maior espaço para as minorias, a impossibilidade de reeleição para os cargos da Mesa Executiva, que será composta de maneira proporcional à representação dos partidos, a criação da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, além da previsão de que as sessões sejam transmitidas pela TV Câmara e também pela internet.
O relator da comissão, vereador Paulo Salamuni (PV), destacou que boa parte dos trabalhos foram desenvolvidos durante a disputa eleitoral, o que demonstra que a instituição manteve seu funcionamento normal durante o período. “Essa legislatura está sendo concluída com o refinamento de dois importantes instrumentos de gestão para a administração pública, a Lei Orgânica e o Regimento Interno da Câmara, que não está perfeito, mas onde houve avanços significativos”, avaliou. Ainda de acordo com Salamuni, o processo de modernização do regulamento foi democrático, sendo que, antes da votação, cópias do anteprojeto foram protocoladas em todos os gabinetes. Entre os avanços trazidos com o novo RI, o relator comentou sobre a garantia de maior participação dos parlamentares nos debates, pois a chamada passará a ser realizada após o grande expediente, e não mais após o encerramento da ordem do dia (votações). A reestruturação do número de membros das comissões permanentes, visando seu melhor funcionamento, e a possibilidade de que a Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização também exerça o papel de controle interno do Legislativo, com uma estrutura de assessoria específica.
A opinião de que a aprovação do projeto é um avanço para a Casa foi compartilhada pela vereadora Professora Josete (PT), subrelatora da comissão especial. Segundo ela, é importante ressaltar que o corregedor não será mais indicado pelo presidente, mas terá que ser eleito pelos colegas. “O corregedor tem um papel fundamental e de muita responsabilidade, pois é sua missão fazer com que a Casa caminhe em transparência”, frisou. Outro destaque apontado pela parlamentar foi a consolidação do tema direitos humanos, que passa a ser discutido na comissão de Direitos Humanos, Defesa da Cidadania e Segurança Pública. “Esses temas estão interligados e o eixo central deve ser a questão dos direitos humanos”, concluiu.
Emendas
Foram acatadas oito emendas de autoria de diversos vereadores que modificam o texto original. Exceto a que altera o Código Ética, possibilitando que qualquer pessoa possa oferecer denúncia quanto à irregularidade cometida por vereador, as demais especificam detalhes da tramitação de matérias orçamentárias. Também foi aprovada a sugestão de Jairo Marcelino (PSD), para que os vereadores participem das sessões vestindo paletó e gravata, e as vereadoras estejam formalmente trajadas. Já a proposta de Professor Galdino (PSDB), para que, na elaboração da ordem do dia, fosse respeitada a ordem de anterioridade dos projetos de lei que aguardam análise em plenário foi rejeitada.



 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Anexos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.