back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 18 de outubro de 2017
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 27/04/2016 - 08:28:31

Condomínio quer adquirir lote público avaliado em R$ 2 mi

  • Lote público no Campo Comprido, avaliado em R$ 2,1 milhões, pode ser vendido a particulares. (Reprodução Google Maps)
A Câmara de Curitiba avaliará, nas próximas semanas, uma operação imobiliária no valor de R$ 2,18 milhões entre a prefeitura e um condomínio localizado no bairro Campo Comprido (005.00043.2016). O Executivo enviou à Casa um projeto de lei com detalhes da permuta, no qual a administração troca o lote por R$ 1,3 milhão e mais quatro terrenos no Boqueirão. Para ser concluída, a operação depende da autorização dos vereadores.

Na justificativa do projeto, o Executivo informa que Ronaldo Spekla manifestou oficialmente o desejo de adquirir um lote público no Campo Comprido, lateral à rua José Baggio, com o intuito de acrescentá-lo ao condomínio Grand Garden. Avaliado em R$ 2,18 milhões pela comissão técnica da Prefeitura de Curitiba, o imóvel tem área total de 5.981,64 m². Nem secretarias de Educação e de Saúde nem o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) manifestaram interesse no terreno, liberando a operação imobiliária.

Já a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA) pediu que, em troca, a prefeitura recebesse terrenos no Boqueirão onde pudessem ser instalados barracões para o programa de reciclagem EcoCidadão das vilas Autódromo, Verde e Torres. Ou, disse o órgão do Executivo, áreas que pudessem ser incorporadas ao Programa Viva Barigui (parque com 45 quilômetros de extensão, formando um corredor de biodiversidade e áreas de lazer às margens do rio Barigui).

Nesse sentido, a operação imobiliária prevê o repasse de quatro lotes no Boqueirão ao Município: um de 527,79 m², avaliado em R$ 338 mil; outro com 263,74 m², por R$ 169 mil; o terceiro, de 347,04 m², por R$ 271 mil; e o último, com apenas 57,43 m², por R$ 37 mil. São as áreas 6, 7, 19 e 20 da planta Fazenda Boqueirão. A diferença, de R$ 1,365 milhão, seria paga diretamente à Prefeitura de Curitiba pelo interessado na permuta.

Protocolado no dia 13 de abril, o projeto do Executivo está na Procuradoria Jurídica para instrução técnica. Depois seguirá para as comissões temáticas do Legislativo. Durante a análise dos colegiados, podem ser solicitados estudos adicionais, juntada de documentos faltantes, revisões no texto ou o posicionamento de órgãos públicos afetados pelo teor do projeto. Após passar pelas comissões, a proposta de lei seguirá para o plenário e, se aprovada, para a sanção do prefeito.


Texto:   José Lazaro Jr.
Edição:   Fernanda Foggiato
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:
Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2017 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Fax: (41) 3350-4737 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.