back index CÂMARA MUNICIPAL
CURITIBA

Curitiba, 05 de junho de 2020
 
Sim Não
controle de spam, digite o código no campo acima
Email Versão para impressão

Data: 23/03/2020 - 17:30:49

Em reunião remota, CCJ analisa
licença-prêmio e multa a preços
abusivos

  • Projeto da Prefeitura de Curitiba autoriza pagamento em pecúnia de licença-prêmio a servidores já aposentados. (Foto: Carlos Costa/CMC)
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) analisa, em reunião remota nesta terça-feira (24), às 15h, dois projetos de lei que constam na pauta do colegiado. De acordo com o vice-presidente do colegiado, vereador Pier Petruzziello (PTB), a reunião será via celular conforme link específico para que o trabalho aconteça. A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) implementou medidas restritivas na semana passada para evitar o contágio do novo coronavírus (leia mais).

Entre as proposições que estão em análise nesta terça, está a proposta do Executivo que, entre outros pontos, autoriza ao Município o reconhecimento em relação ao pagamento em pecúnia de licenças-prêmios não usufruídas durante o período de atividades dos servidores municipais (005.00030.2020).

Segundo o Executivo, a estimativa é de que existam, até dezembro de 2019, mais de R$ 118 milhões em licenças a servidores aposentados e que aguardam pagamento. De acordo com o texto, a medida valerá em relação às licenças não fruídas durante período ativo dos servidores municipais hoje aposentados, ou ao seu espólio, se for o caso, e aos servidores exonerados que tenham completado o período aquisitivo para a licença-prêmio quando se desligaram, sem que a tenham usufruído.

O caput do artigo 169 também é alterado na nova legislação. De acordo com o prefeito, a fruição da licença está condicionada à conveniência da administração pública, de acordo com o cronograma de fruição elaborado pela chefia imediata em conjunto com o servidor. No texto atual, a lei permitia que o tempo não usufruído passaria a integrar o acervo do tempo de serviço público em dobro, conforme o tempo de licença que deixou de usufruir (saiba mais).

A outra matéria é de iniciativa de Mauro Ignácio (PSB) e trata de projeto de lei complementar que estabelece penalidades a quem praticar aumento de preço sem justa causa em situações de emergência ou calamidade pública, conforme preconiza o inciso X do artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor - CDC (lei federal 8.078/1990).

De acordo com a proposição (002.00002.2020), os fornecedores que elevarem, sem justificativa, preços de produtos ou serviços nessas situações poderão receber multa que varia de R$ 10 mil a R$ 50 mil, além da suspensão do alvará de funcionamento pelo prazo mínimo de 30 dias, ou até correção dos preços abusivos. Em caso de reincidência, estaria o estabelecimento sujeito à cassação do alvará.

A pauta da CCJ está disponível no Sistema de Proposições Legislativas (SPL). A Comissão é formada pelos vereadores Julieta Reis (DEM), presidente, Pier Petruzziello (PTB), vice, Alex Rato (PSD), Colpani (PSB), Cristiano Santos (PV), Dalton Borba (PDT), Dr. Wolmir Aguiar (PSC), Noemia Rocha (MDB) e Osias Moraes (Republicanos).


Texto:   Claudia Krüger
 
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.


Arquivos para download:
  • Fotos:

Voltar
 

Este legislativo municipal oferece através de seu site uma visão geral dos trabalhos realizados em prol da cidade de Curitiba. Acompanhe nesta ferramenta o trabalho dos vereadores, a execução do orçamento, e tenha acesso a diversas informações institucionais e de funcionamento. Nosso objetivo maior é o de dar transparência aos trabalhos aqui realizados. Lembramos que este site está em constante atualização e melhoria. Sua visita frequente é muito importante.

© 1997 - 2020 - Câmara Municipal de Curitiba - todos os direitos reservados

Câmara Municipal de Curitiba - Rua Barão do Rio Branco, 720 - Curitiba - Paraná - Brasil - CEP: 80010-902
Fone: (41) 3350-4500 - Email geral:
camara@cmc.pr.gov.br

Esse site pode ser melhor visualizado nos seguintes navegadores: Firefox 29, IE 11, Chrome 35 ou versões superiores.