Vereadores opinam sobre a CPI do transporte público

por Márcio Silva publicado 28/06/2013 00h00, última modificação 13/07/2020 12h17
 Vereadores opinam sobre a CPI do transporte público

Durante a criação da CPI, diversos vereadores participaram de um debate a respeito das investigações. (Foto – Anderson Tozato)

Durante a criação da CPI do Transporte Coletivo da Câmara Municipal, diversos vereadores participaram de um debate a respeito das investigações. O grupo foi formado na manhã desta sexta-feira (28), quando foram eleitos Jorge Bernardi (PDT) como presidente, Serginho do Posto (PSDB) como vice, Bruno Pessuti (PSC) como relator e Valdemir Soares (PRB) como vice-relator.

“É importante o povo na rua. É um novo momento pelo qual passa o país e os representantes do povo não podem falar uma língua diferente da população. Desta forma, esta Câmara vai fazer a sua parte para passar a limpo o nosso transporte público. Nosso trabalho é para que alcancemos um transporte de qualidade. Estancando a corrupção, esperamos que esse dinheiro possa ser bem utilizado nos serviços de saúde, transporte e educação”, salientou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Salamuni (PV).

Ele lembrou dos esforços do Legislativo para a redução da passagem. Citou os R$ 10 milhões que serão repassados pela Câmara Municipal para subsidiar a tarifa, que são provenientes da economia em verbas de custeio, corte de gastos com publicidade e cargos comissionados, entre outras despesas. Também falou da colaboração dos vereadores com a comissão de análise da tarifa, organizada pelo Executivo, da qual participaram Jorge Bernardi (PDT), Helio Wirbiski (PPS) e Professora Josete (PT).

Pedro Paulo (PT) disse que há interesse de que toda a investigação seja feita  pela CPI sem restrição nenhuma ou coibição por parte da prefeitura. “O Executivo não dará apoio branco, e sim total, ao contrário do que a imprensa divulgou. O objetivo maior é garantir transparência”, ressaltou.

Já Professora Josete disse acreditar na postura ética da atual Comissão Executiva da Câmara, formada pelos vereadores Paulo Salamuni, Serginho do Posto (PSDB) e Ailton Araújo (PSC). “Esta CPI será séria, com resultados efetivos e concretos, trazendo respostas à sociedade”, afirmou.

Cacá Pereira (PSDC) colocou-se à disposição para contribuir com as investigações. “É um clamor popular antigo. Essa caixa-preta, um usa contra o outro nos períodos eleitorais, e na prática ninguém faz nada para abri-la”, disse. Ele ressaltou seu apoio a Chicarelli, também do PSDC, que fez o primeiro requerimento para a instalação da CPI.

Também participaram do debate os vereadores Chico do Uberaba (PMN), Chicarelli (PSDC),  Mestre Pop, Rogério Campos e Carla Pimentel, do PSC.

Confira notícia sobre a instalação da CPI:
Câmara instala CPI do Transporte Coletivo

registrado em: