Confira como ficam as bancadas dos partidos a partir de 2017

por Michelle Stival da Rocha — publicado 12/05/2020 02h18, última modificação 12/05/2020 02h18
Confira como ficam as bancadas  dos partidos a partir de 2017

Confira a evolução dos partidos PSC, PP, PMDB, PTB e PPS.

Como ficará a representação de cada partido na Câmara dos Vereadores? A Comunicação da Câmara fez esse levantamento de como ficará o Legislativo a partir de 2017. A maior bancada vai ser a do PDT – do atual prefeito Gustavo Fruet, que não foi para o 2º turno –, com cinco vereadores (atualmente, são três vereadores). Em seguida vem o PSD, com quatro. Na sequência vem o PSDB, com três cadeiras – o partido vem reduzindo, já que, na eleição de 2008 tinha 13 e em 2012, quatro.

O mesmo acontece com o PSC, que teve um salto na última eleição, com seis vereadores e agora sofreu uma redução para três representantes na Câmara Municipal. “A gente vê essa relação com a eleição do Executivo. As maiores bancadas geralmente têm relação com os candidatos que fazem a maior votação. Mas nesse caso o PDT fez a maior bancada e o candidato do PDT não foi nem para o segundo turno”, analisou o diretor de Comunicação, Filipi Oliveira.

Na sequência tem o PSB, que mantém seus três vereadores. “O PMDB, na última legislatura elegeu somente a Noemia Rocha e agora está com duas cadeiras. Na sequência vem Democratas, com duas cadeiras: Sabino Picolo e Julieta Reis. O PTB também mantém seus dois vereadores, o Pier Petruzziello e o Geovane Fernandes. O PSDC permanece com duas cadeiras, porém troca um nome: o Chicarelli não conseguiu a reeleição. Aí na sequência temos duas novidades, dois partidos que não tinham representação na Câmara, que são o PTN e o PRP, cada um elegendo dois vereadores”, comentou o jornalista da Comunicação da Câmara Márcio Silva.

Na sequência há uma lista grande de partidos que elegeram somente um representante. O Pros, mantém o vereador Tico Kuzma, o PR mantém o vereador Paulo Rink e o PP elegeu Maria Manfron – esposa do atual vereador Aldemir Manfron. O PT só conseguiu eleger a Professora Josete. “É também um caso de partido que vem diminuindo sua representatividade na Câmara, inclusive por conta da janela partidária do início do ano. Em 2012 o PT elegeu três vereadores, na janela ficou com apenas um, dois deles migraram para o PDT: o Pedro Paulo e o Jonny Stica. Permaneceu apenas a Professora Josete, que foi reeleita”, lembrou Oliveira.

O partido Solidariedade (SD) já tinha uma cadeira, mas vai trocar o vereador. O atual é Zé Maria, que sai e entra a Katia dos Animais de Rua. Pelo PRB vai entrar o Osias Moraes, o PPS mantém o vereador Hélio Wirbiski e por último o PV, que reelegeu Cristiano Santos – que foi o vereador mais votado na última eleição; e elegeu Dra. Maria Leticia Fagundes, em primeiro mandato. “O PV tem três vereadores atualmente, mas o único que se candidatou à reeleição foi o Cristiano. O Aladim Luciano não quis mais se candidatar e o Paulo Salamuni compôs a chapa com o prefeito Gustavo Fruet”, complementou Oliveira.