Parceria entre Câmara e Prefeitura vai permitir conservação de acervo histórico da cidade

por Márcio Silva publicado 25/04/2020 02h21, última modificação 25/04/2020 02h21
Parceria entre Câmara e Prefeitura vai permitir conservação de acervo histórico da cidade

Foto: Rodrigo Fonseca/CMC

Em solenidade que integrou o calendário de eventos em comemoração aos 324 anos de Curitiba realizada no Paço da Liberdade, a Câmara Municipal repassou à Fundação Cultural o livro manuscrito com as atas do Legislativo entre os anos 1694 e 1743. O material estava na Biblioteca da Câmara e agora será armazenado na Casa da Memória, com todas as especificações técnicas necessárias, como ambiente climatizado, para que tenha sua preservação garantida. A ideia é que, em breve, os textos sejam digitalizados e disponibilizados para consulta na Internet.

De acordo com o presidente do Legislativo, Serginho do Posto (PSDB), a decisão do repasse foi tomada pela Mesa Diretora pois no momento a Câmara não possui local adequado e seguro para os 120 livros-ata. “Quando for construído um novo prédio, haverá espaço para recebermos novamente esse material. É um acervo que conta a história da cidade e da Câmara Municipal, pois em 29 de março de 1693 foi realizada a primeira eleição para a Câmara”, completou.

O termo de responsabilidade patrimonial determina que a Fundação Cultural é responsável por “zelar, guardar e conservar” o bem por período indeterminado, “informando qualquer movimentação ou irregularidade”. O material deve ser devolvido, a qualquer tempo, desde que solicitado pela Câmara.

O prefeito Rafael Greca lembrou que as atas são “fontes primárias da nossa história, documentos raríssimos – pois poucas cidades do Brasil têm sua história documentada - e devem ser guardadas com o carinho que merecem”. Greca explicou que a produção das atas é uma tradição portuguesa, herdada dos romanos, de “documentar tudo”.  Ainda segundo o prefeito, a Câmara preservou bem o material e a guarda correta representa um resgate histórico. “Imagine um documento com a assinatura do Matheus Leme, do Baltazar Carrasco dos Reis, do Gabriel de Lara, do Rodrigues Seixas, do Ouvidor Pardinho e de outros heróis fundadores de Curitiba”.

Também participaram do evento os vereadores Bruno Pessuti (PSD), 1º secretário; Mauro Ignácio (PSB), 2º secretário; Julieta Reis (DEM), 3ª secretária; Geovane Fernandes (PTB),  Mauro Bobato (PTN) e Thiago Ferro (PSDB); o vice-prefeito Eduardo Pimentel e o presidente da Fecomércio-PR, Darci Piana.


EDIT_B74A2193.JPG
O prefeito lembrou que as atas são "fontes primárias da nossa história, documentos raríssimos e devem ser guardadas com o carinho que merecem". (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)


EDIT_B74A2224.JPG
Diversos vereadores acompanharam a solenidade. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC) 


EDIT_B74A2345.JPG
 O livro ata repassado à Prefeitura contêm atas entre os anos 1694 e 1743. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC) 


EDIT_B74A2360.JPG
 No detalhe, a assinatura de Matheus Leme em uma das atas. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)