ACP sugere na Câmara nome de Barão do Serro Azul para ponte estaiada

por Claudia Krüger — publicado 18/08/2020 17h45, última modificação 19/08/2020 17h31
ACP sugere na Câmara nome de Barão do Serro Azul para ponte estaiada

Camilo Turmina esteve na Câmara Municipal nesta terça-feira e sugeriu que viaduto estaiado se chame Barão do Serro Azul, fundador da Associação Comercial. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

O presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP), Camilo Turmina, visitou a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) nesta terça-feira (18), durante o horário da sessão plenária. Ele pediu apoio para a denominação de bem público e ainda comentou as ações do Município e da instituição à qual preside sobre os impactos da pandemia da covid-19. Ele foi recebido pelo presidente da Casa, vereador Sabino Picolo (DEM), e saudado pelo vice-presidente da CMC, Tito Zeglin (PDT). 

Ao Legislativo, Turmina requisitou a intervenção para que seja concedida a denominação de bem público ao Viaduto Estaiado de Curitiba, no bairro Jardim das Américas, como Barão do Serro Azul. O homenageado, Ildefonso Pereira Correia, foi fundador da Associação Comercial, do Clube Curitibano e teve fundamental importância na política local na virada do século XIX para o século XX. Em contrapartida, o atual presidente da ACP se comprometeu a “nunca mais” haver nenhuma pichação na ponte, caso seja homenageado o fundador da instituição. “Será um ponto turístico, e todos que vierem a Curitiba saberão a história do barão”, garantiu. Em 2019, a CMC foi presenteada pela ACP com um retrato do Barão do Serro Azul. 

O presidente da Associação Comercial também aproveitou o ensejo das discussões dos vereadores, e elogiou o projeto do Executivo que facilita acesso a financiamento para microempreendedores, micro e pequenos empresários, além de produtores da agricultura familiar, assim como a proposta para prorrogar o regime emergencial ao transporte coletivo (leia mais). “Esse dinheiro [do financiamento aos empreendedores] a prefeitura não está dando de presente para ninguém. Ele é só uma garantia de aval e tenho certeza que passa por muito bons critérios técnicos para concessão desses empréstimos”, disse Turmina, que considerou importantes essas medidas para a retomada econômica diante da pandemia da covid-19. 

Outro ponto evidenciado pelo empresário, em discussão com o Instituto Municipal do Turismo de Curitiba e com sinalização positiva do Executivo, é a retomara das feirinhas na cidade. De acordo com ele, a ideia é que a feira do Largo da Ordem se espalhe pelo centro da cidade, partindo do Centro Histórico, passando pela Rua XV de Novembro até a Boca Maldita, garantindo um distanciamento seguro entre as barracas. 

Restrições eleitorais
A cobertura jornalística dos atos públicos do Legislativo será mantida, objetivando a transparência e o serviço útil de relevância à sociedade. Também continua normalmente a transmissão das sessões plenárias e reuniões de comissões pelas mídias sociais oficias do Legislativo (YouTubeFacebook Twitter). Entretanto, citações, pronunciamentos e imagens dos parlamentares serão controlados editorialmente até as eleições, adiadas para o dia 15 de novembro de 2020, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Em respeito à legislação eleitoral, não serão divulgadas informações que possam caracterizar uso promocional de candidato, fotografias individuais dos parlamentares e declarações relacionadas aos partidos políticos. As referências nominais aos vereadores serão reduzidas ao mínimo razoável, de forma a evitar somente a descaracterização do debate legislativo (leia mais).