Comissão da Câmara constata início de obras na ponte do Tingui

por Filipi Oliveira — publicado 29/04/2020 00h00, última modificação 30/04/2020 19h05
Colaboradores: Marcio Silva, José Lazaro
Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.
Comissão da Câmara constata início de obras na ponte do Tingui

Ponte de madeira do Tingui passa por reforma estrutural. (Foto: Carlos Costa/CMC)

A Comissão Especial de Avaliação de Pontes e Viadutos da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) constatou a realização de obras estruturais na ponte de madeira do parque Tingui, o primeiro local vistoriado pelos vereadores, em novembro do ano passado. O presidente do colegiado, Mauro Ignácio (DEM), exibiu fotos da reforma durante a sessão plenária virtual desta quarta-feira (29) e, junto com o relator Bruno Pessuti (Pode), apresentou um relatório sobre o trabalho desenvolvido até agora, que conta com o apoio Instituto de Engenharia do Paraná (IEP) e do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI), ligado à Universidade Federal do Paraná (UFPR).

“A comissão esteve na ponte do Parque Tingui e foi constatado que a ponte estaria de regular para ruim”, disse Ignácio, ao se referir ao relatório parcial da comissão encaminhado ao Executivo. Ele lembrou que a prefeitura já havia realizado manutenção no local, após a vistoria. “Mesmo assim, achamos que deveria haver algo melhor”, pontuou, em relação à competição Talento Urbanístico Jovem, lançada em março para a seleção de projeto arquitetônico para a ponte. Devido à ligação com o bairro de Santa Felicidade, o fluxo de veículos naquele ponto é intenso, inclusive com a passagem da Linha Turismo. “Estamos pensando em alguma arquitetura moderna, uma obra de arte que tenha relação com a beleza do parque Tingui”, afirmou.

A Comissão de Pontes e Viadutos está com os prazos suspensos por ato da Mesa devido à pandemia do novo coronavírus, e deve se reunir em maio, virtualmente. Um dos temas em pauta será, segundo Mauro Ignácio, a reabertura da competição urbanística. “Sabemos que há o interesse de outros alunos em participar, contribuir para a cidade”, apontou Ignácio. “Esperamos uma adesão maior de alunos tão logo a cidade voltar ao normal. Muito em breve, espero, estaremos em atividade, porque estamos dando exemplo de fazer diferença para a cidade.”

Mauro Ignácio também apresentou um relatório resumido das atividades, ao lembrar que a comissão vistoriou o viaduto do Colorado, “que foi constatado como bom [em sua estrutura]”, “estivemos na trincheira da Mario Tourinho, que continua em obra e tem previsão de entrega para este semestre. Também estivemos em duas pontes no Atuba. Uma delas, passagem de pedestres que estava danificada pela chuva, caiu e já foi reposta segundo nos informaram (leia mais)”, listou.

Relator da comissão especial, Bruno Pessuti reforçou o trabalho desempenhado nos últimos meses, “como a doação de uma nuvem de pontes que provavelmente será na Ponte Preta, na rua João Negrão. A Câmara de Vereadores de Curitiba mostra, mais uma vez, seu papel fiscalizatório”, concluiu.

Denúncias e sugestões
O site da CMC disponibiliza um canal exclusivo para o envio de denúncias e sugestões à Comissão Especial de Avaliação de Pontes e Viadutos. O banner está disponível na capa do site do Legislativo. Além das redes sociais, postando uma foto da ponte ou viaduto mais a hashtag #ponteseviadutoscuritiba, a população pode participar pelo e-mail comissao.ponteseviadutos@cmc.pr.gov.br.

A comissão
Formada por nove vereadores, a comissão busca prevenir acidentes e tragédias, como os registrados em outras cidades brasileiras, geralmente por falta de manutenção. O colegiado vistoriou e avaliou a segurança das pontes e viadutos, estabelecendo um catálogo oficial e apresentando à Prefeitura de Curitiba e demais órgãos competentes um relatório com o resultado das inspeções e demais atividades.

Instalado no dia 20 de novembro, o colegiado da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) é presidido por Mauro Ignácio e tem Bruno Pessuti como relator. Também participam, conforme a proporcionalidade dos partidos representados na Casa, os vereadores Cacá Pereira (DC), Dr. Wolmir Aguiar (PSC), Marcos Vieira (PDT), Maria Manfron (PP), Oscalino do Povo (Pode), Professor Silberto (MDB), vice-presidente, e Serginho do Posto (PSDB).

Leia também