Em setembro, CMC ilumina-se de amarelo pela prevenção do suicídio

por José Lazaro Jr. — publicado 01/09/2020 18h05, última modificação 02/09/2020 01h42
A campanha “Setembro Amarelo” é realizada no Brasil desde 2014 pela Associação Brasileira de Psiquiatria e pelo Conselho Federal de Medicina.
Em setembro, CMC ilumina-se de amarelo pela prevenção do suicídio

Em setembro, Palácio Rio Branco será iluminado de amarelo pela campanha de prevenção do suicídio. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Durante o mês de setembro, o Palácio Rio Branco terá iluminação cênica na cor amarela, integrando a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) às ações nacionais pela prevenção do suicídio. Começa no dia 10, que é a data mundial de prevenção do suicídio, e segue até o final do mês. A campanha “Setembro Amarelo” é realizada no Brasil desde 2014 pela Associação Brasileira de Psiquiatria e pelo Conselho Federal de Medicina. Por ano, em média, são registrados 12 mil suicídios no país.

A adesão da CMC à campanha foi lembrada pelo presidente do Legislativo, Sabino Picolo (DEM), que informou ao plenário a agenda da iluminação do Palácio Rio Branco no mês: de 5 a 7 de setembro, o prédio histórico do Legislativo ficará com as cores verde e amarela, em alusão à Semana da Pátria, e, nos dias 8 e 9, na cor roxa, em apoio à campanha de conscientização sobre a fibrose cística.

Sobre a prevenção do suicídio, o trabalho do Centro de Valorização da Vida (CVV) foi destacado em plenário. No Brasil desde 1962, o CVV mantém serviço de acolhimento a pessoas que cogitam tirar a própria vida, com atendimento pelo telefone 188. “90% dos suicídios seriam evitados se houvesse quem pudesse ajudar as pessoas nesta situação”, comentou, em plenário, Professor Silberto (MDB).

Iluminação do Palácio
A Câmara de Curitiba adotou a iluminação cênica no fim do ano passado, quando estreou o serviço com o Natal Encantado, iniciativa inédita do Legislativo. Depois, adotou cores para marcar campanhas de conscientização e prevenção a doenças, como o Janeiro Branco pela saúde mental; o Fevereiro Roxo e Laranja lembrando de fibromialgia, lúpus, Mal de Alzheimer e leucemia; o Dia Internacional da Mulher; em abril o Palácio foi iluminado de verde para homenagear os profissionais de saúde que trabalham no enfrentamento à covid-19; e o Maio Amarelo contra acidentes de trânsito nas cidades e nas estradas.

O projeto de iluminação envolve o trabalho da Presidência da CMC e de diversas diretorias como Geral (DG), Administração e Finanças (DAF), Patrimônio e Serviços Auxiliares (DPSA), Administração e Recursos Humanos (DARH) e Comunicação.

Restrições eleitorais

A cobertura jornalística dos atos públicos do Legislativo será mantida, objetivando a transparência e o serviço útil de relevância à sociedade. Também continua normalmente a transmissão das sessões plenárias e reuniões de comissões pelas mídias sociais oficias do Legislativo (YouTube, Facebook e Twitter). Entretanto, citações, pronunciamentos e imagens dos parlamentares serão controlados editorialmente até as eleições, adiadas para o dia 15 de novembro de 2020, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Em respeito à legislação eleitoral, não serão divulgadas informações que possam caracterizar uso promocional de candidato, fotografias individuais dos parlamentares e declarações relacionadas aos partidos políticos. As referências nominais aos vereadores serão reduzidas ao mínimo razoável, de forma a evitar somente a descaracterização do debate legislativo (leia mais).