Estendido para 31 de maio prazo do concurso “Talento Urbanístico”

por Claudia Krüger — publicado 08/05/2020 14h21, última modificação 08/05/2020 14h21 Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.
Estendido para 31 de maio prazo do concurso “Talento Urbanístico”

Comissão de Pontes e Viadutos se reuniu virtualmente nesta quinta-feira. (Foto: Reprodução/ YouTube CMC)

Foi estendido, até o dia 31 de maio, o prazo para aqueles que desejam participar da competição “Talento Urbanístico Jovem” promovida pela Comissão Especial para Avaliação de Pontes e Viadutos da Câmara Municipal de Curitiba (CMC). A extensão do prazo foi comunicada em reunião do colegiado nesta quinta-feira (7), pelo presidente da comissão, o vereador Mauro Ignácio (DEM). Segundo ele, a divulgação do resultado do concurso deverá ser no dia 8 de junho. 

A Comissão de Pontes e Viadutos estava com os prazos suspensos por ato da Mesa, devido à pandemia do novo coronavírus, e agora voltou a se reunir, virtualmente. As atividades do colegiado devem seguir até o dia 1° de agosto, de acordo com os prazos regimentais estabelecidos para comissões especiais. 

A competição deverá escolher um novo projeto arquitetônico para a ponte de madeira do parque Tingui, em Curitiba, e é voltado somente a estudantes em cursos de Arquitetura de nível superior, reconhecidos ou autorizados pelo MEC (Ministério da Educação). “Não é o projeto detalhado, mas um esboço, uma ideia, para que depois o Ippuc, gostando da ideia, possa aprofundar ou sugerir outra modalidade de ponte para aquele espaço”, informou Ignácio. 

O prazo inicial do concurso era o final do mês de março, mas foi estendido para maio por conta da pandemia do novo coronavírus. A participação no concurso pode ser individual ou em grupo (com no máximo cinco integrantes). Não há taxa de inscrição e cada universitário pode participar uma única vez do processo. É preciso anexar o comprovante de matrícula no formulário de inscrição, tanto para quem vai concorrer sozinho como para cada um dos membros do grupo que se inscrever. 

Segundo Bruno Pessuti (Pode), relator da comissão, o trabalho é importante não só como oportunidade aos estudantes, mas também para melhorias no Parque Tingui, que acaba servindo de ligação ao bairro Santa Felicidade e conta com fluxo grande de veículos, inclusive a Linha Turismo. O parlamentar também destacou a Ponta Preta, na rua João Negrão, “que tem sido constantemente vítima de acidentes”. Para ele, é preciso que se faça uma avaliação do local, com o uso da tecnologia de nuvem de pontos. 

Na sessão plenária de 29 de abril, Mauro Ignácio e Bruno Pessuti apresentaram um relatório sobre o trabalho realizado até então. A ponte de madeira do Tingui, que foi primeira a receber vistoria dos vereadores, está sendo reformada pela Prefeitura. 

A Comissão de Pontes e Viadutos da CMC é formada por nove vereadores, tendo Mauro Ignácio como presidente, Professor Silberto (MDB) como vice, Bruno Pessuti como relator, além de Cacá Pereira (Patriota), Dr. Wolmir Aguiar (Republicanos), Marcos Vieira (PDT), Maria Manfron (PP), Oscalino do Povo (PP) e Serginho do Posto (DEM).