Maio Laranja combate ao abuso e exploração sexual infanto-juvenil

por Filipi Oliveira — publicado 18/05/2020 17h16, última modificação 18/05/2020 17h16 Reprodução do texto autorizada mediante citação da Câmara Municipal de Curitiba.
Maio Laranja combate ao abuso e exploração sexual infanto-juvenil

A fachada do Palácio Rio Branco está iluminada de laranja para marcar o mês de combate ao abuso e exploração sexual infanto-juvenil. (Foto: Carlos Costa/CMC)

A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) iluminou de laranja as paredes externas do Palácio Rio Branco, sede do Legislativo, para marcar o mês de combate ao abuso e exploração sexual infanto-juvenil, instituído pela lei municipal 15.321/2018, de autoria do vereador Thiago Ferro (PSC).

O presidente da CMC, Sabino Picolo (DEM), anunciou a medida nesta segunda-feira. “A iluminação, que permanece até o fim do mês, começou na noite deste domingo (17) porque o dia 18 de maio é marcado como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, disse. A campanha de conscientização também prevê divulgação de orientações pelas mídias sociais da CMC – TwitterFacebook e Instagram.

Autor da lei municipal aprovada pelo plenário em outubro de 2018, Thiago Ferro lembrou, na sessão plenária virtual desta segunda-feira (18), que “no Brasil, a cada 15 minutos uma criança, infelizmente, é abusada sexualmente. É uma tragédia. E nesse período de quarentena, no Brasil e em todo mundo, aumenta ainda mais o número de casos”, disse. Ele ainda agradeceu o presidente e a Mesa da CMC pela iniciativa de promover “a conscientização e a proteção de nossas crianças” e finalizou o discurso destacando a hashtag #todoladodacrianca.

Osias Moraes (Republicanos) defendeu a união das “famílias com o poder público” e a ampliação da atuação da Defensoria Pública “para que ela tenha condições de estar mais perto das vítimas crianças e adolescentes”. Para ele, um dos locais onde as vítimas sofrem os abusos é dentro da própria casa. “E às vezes não é pelo monstro. Às vezes é por alguém bem próximo, alguém que ela tinha como herói, alguém que ela tinha certa intimidade”, apontou.

Osias Moraes ainda revelou um dado que o “Hospital Pequeno Príncipe notificou um aumento de 39% de casos de violência contra crianças, principalmente sexual. E as meninas têm sido as maiores vítimas do abuso sexual”. Ele afirmou ainda que “a nossa sociedade não pode aceitar [essa situação] e parabenizou o autor da lei Thiago Ferro e a Câmara Municipal pela campanha institucional.

Outras ações
A Fundação de Ação Social (FAS) informou que as cestas básicas distribuídas, nesta semana, para as famílias nos Centros de Referência de Assistência Social terão folders informativos sobre a campanha Maio Laranja. Segundo reportagem da rádio Band News, de setembro de 2019 a abril de 2020, 377 crianças e 230 adolescentes foram atendidos com suspeita de abuso e exploração sexual, na Central de Serviços da Proteção Social.

A Polícia Civil do Paraná realizará a Semana PCPR de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infantojuvenil com lives diárias no perfil da instituição no Instagram, entre segunda (18) e sexta-feira (22), sempre às 15h. Delegados, investigadores, promotores de Justiça, psicólogos e especialistas vão debater o assunto com a população, que poderá participar e enviar perguntas pela rede social. A programação completa você encontra aqui.

As denúncias podem ser feitas pela central 156, da Prefeitura de Curitiba, pelo Disque 100 ou pelo Disque Denúncia 181.