Pastor visita a Câmara e pede positividade durante a pandemia

por José Lazaro Jr. — publicado 19/08/2020 16h15, última modificação 20/08/2020 17h22
Pastor visita a Câmara e pede positividade durante a pandemia

Pastor Jarmuth Jordão, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, visitou a Câmara Municipal de Curitiba. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Nesta quarta-feira (19), a Câmara Municipal de Curitiba recebeu a visita do pastor Jarmuth Jordão, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo. Em atividade há 19 anos, ele agradeceu a acolhida do povo curitibano, que “tem recebido a mim e a minha família com muito carinho”, e pediu que a população encare positivamente a emergência de saúde pública decorrente da pandemia do novo coronavírus.

“Temos sido bombardeados pela mídia com palavras de medo. Curitiba vai viver um tempo de prosperidade. Eu não declaro morte, eu declaro saúde sobre essa cidade. O mundo é um reflexo daquilo que somos. Nossa fé determina o mundo a nossa volta. Nossa fé não está baseada em fake news, ou no que diz a imprensa. A nossa fé está baseada em Jesus”, exortou Jordão, que conduziu uma oração ao final da sua fala no pequeno expediente.

A Assembleia de Deus Vitória em Cristo é um ministério da Assembleia de Deus, que foi fundado em 1959, no Rio de Janeiro. A igreja possui atualmente mais de 100 congregações em todo o Brasil e é uma das organizadoras da Marcha para Jesus e do programa televisivo Vitória em Cristo. O espaço no pequeno expediente foi cedido pelos vereadores Noemia Rocha (MDB) e Osias Moraes (Republicanos).

Restrições eleitorais
A cobertura jornalística dos atos públicos do Legislativo será mantida, objetivando a transparência e o serviço útil de relevância à sociedade. Também continua normalmente a transmissão das sessões plenárias e reuniões de comissões pelas mídias sociais oficias do Legislativo (YouTubeFacebook e Twitter). Entretanto, citações, pronunciamentos e imagens dos parlamentares serão controlados editorialmente até as eleições, adiadas para o dia 15 de novembro de 2020, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Em respeito à legislação eleitoral, não serão divulgadas informações que possam caracterizar uso promocional de candidato, fotografias individuais dos parlamentares e declarações relacionadas aos partidos políticos. As referências nominais aos vereadores serão reduzidas ao mínimo razoável, de forma a evitar somente a descaracterização do debate legislativo (leia mais).