Por unanimidade, TCE-PR aprova contas de 2019 da Câmara de Curitiba

por Fernanda Foggiato — publicado 17/08/2020 17h10, última modificação 18/08/2020 17h24
Por unanimidade, TCE-PR aprova contas de 2019 da Câmara de Curitiba

Por unanimidade, Tribunal de Contas do Estado aprovou contas de 2019 da Câmara Municipal de Curitiba. (Foto: Rodrigo Fonseca/CMC)

Foram integralmente aprovadas, pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), as contas da Câmara Municipal de Curitiba (CMC) referentes ao ano de 2019. A edição 2.362 do diário eletrônico do Tribunal, publicada nesta segunda-feira (17), registra a aprovação unânime do acórdão 1855/20 na Primeira Câmara do TCE-PR, com relatoria de Durval Amaral e concordância dos conselheiros Fábio Camargo e Fernando Guimarães, na presença do promotor público Flávio de Azambuja Berti (confira aqui).

“Os membros da Primeira Câmara do TCE-PR, nos termos do voto do relator, conselheiro José Durval Mattos do Amaral, por unanimidade, em julgar pela regularidade das contas da Câmara Municipal de Curitiba, relativas ao exercício financeiro de 2019, de responsabilidade do Sr. Sabino Picolo”, diz a decisão do tribunal. O documento registra que não houve restrições às contas da CMC nem da Coordenadoria de Gestão Municipal, nem do Ministério Público de Contas.

As contas aprovadas referem-se ao primeiro ano do biênio 2019-2020 da atual Mesa Diretora, formada pelo presidente Sabino Picolo (DEM), 1º vice Tito Zeglin (PDT), 2º vice Wolmir Aguiar (Republicanos), 1º secretário Colpani (PSB), 2º secretário Professor Euler (PSD), 3º secretária Noemia Rocha (MDB) e 4º secretária Maria Letícia (PV). “Em nome da Mesa, quero cumprimentar todos os diretores e funcionários da CMC que prestaram contas em tempo recorde e a Casa não teve nenhuma restrição. A CMC é conduzida com lisura e com zelo pelo dinheiro público”, congratulou Picolo, dirigindo-se à equipe técnica.

Restrições eleitorais
A cobertura jornalística dos atos públicos do Legislativo será mantida no período eleitoral, objetivando a transparência e o serviço útil de relevância à sociedade. Também continua normalmente a transmissão das sessões plenárias e reuniões de comissões pelas mídias sociais oficiais do Legislativo (YouTubeFacebook e Twitter). Entretanto, citações, pronunciamentos e imagens dos parlamentares serão controlados editorialmente até as eleições, adiadas para o dia 15 de novembro de 2020, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Em respeito à legislação eleitoral, não serão divulgadas informações que possam caracterizar uso promocional de candidato, fotografias individuais dos parlamentares e declarações relacionadas aos partidos políticos. As referências nominais aos vereadores serão reduzidas ao mínimo razoável, de forma a evitar somente a descaracterização do debate legislativo (leia mais).