Santa Casa e Legislativo celebram 140 anos da instituição de saúde

por José Lazaro Jr. — publicado 28/07/2020 09h45, última modificação 28/07/2020 15h59
Santa Casa e Legislativo celebram 140 anos da instituição de saúde

Representantes da Santa Casa visitam a CMC. Na foto, da esquerda para a direita, Sabino Picolo, monsenhor Antonio Gonçalves, Danilo Silva e Marco Sanfelice. (Foto: Carlos Costa/CMC)

O presidente da Câmara Municipal de Curitiba (CMC), Sabino Picolo (DEM), recebeu nesta segunda-feira (27) representantes da Santa Casa de Curitiba, que é o primeiro hospital da cidade, em funcionamento há 140 anos na capital do Paraná. Eles entregaram a Picolo um livro que documenta essa história e está à venda, sendo que o dinheiro arrecadado será revertido para o combate à Covid-19. Com 160 leitos dedicados ao enfrentamento da pandemia, a Santa Casa é o hospital com mais leitos dedicados à causa no Paraná.


Estiveram na CMC o monsenhor Antonio Robson Gonçalves, tesoureiro da Santa Casa, o padre Wagner Augusto Portugal, conselheiro, Danilo Oliveira da Silva, diretor de operações do Pró Saúde, que faz a gestão da instituição e Marco Sanfelice, diretor de relações institucionais. O livro faz parte da campanha #SantaCasaAFavorDaVida, com a qual a instituição busca fundos para a compra de materiais médicos, insumos e custeio de despesas extras nas ações de combate ao novo coronavírus.


“Esse livro é uma oportunidade de conhecer novas e curiosas histórias, como, por exemplo, que o hospital esteve presente no combate a grandes pandemias, como a de Cólera na década de 1850, ou ainda de Febre Tifoide em 1917 e da Gripe Espanhola em 1918,  além de ouvir a voz de grandes nomes da medicina paranaense, que muito contribuíram para o desenvolvimento do estado”, explicaram os representantes da Santa Casa. O lançamento do material coincide com a criação do Museu da História da Medicina do Paraná.


Os livros serão vendidos por R$ 50 e, no portal em que serão realizadas as vendas, os interessados poderão também fazer doações extras para a campanha. Dependendo do valor, é possível saber quais materiais serão adquiridos com o valor doado. "A pessoa que comprar o livro e desejar doar mais R$ 50, por exemplo, vai auxiliar na compra de 15 máscaras. Já aquele que tiver interesse em comprar o livro e doar mais R$ 500 auxiliará na compra de 75 filtros umidificadores para respirador. 


“Essa transparência faz parte dos valores da Santa Casa e traz ao público ainda mais o desejo de fazer parte desta ação', garante Marco Sanfelice, gerente de relações institucionais do hospital. A campanha, que teve início no mês de abril, tem como objetivo arrecadar R$ 1,5 milhão – 64% da meta já foi alcançada.

Para doar e adquirir o livro, clique aqui.